ACONTECE NA CÂMARA

Na sessão ordinária realizada na última quinta-feira (15), foram aprovadas as seguintes proposições: requerimento de autoria do vereador Luciano Almeida solicitando a realização de Audiência Pública com o objetivo de discutir os desafios e potencialidades do processo de inclusão educacional e social de crianças e adolescentes com Síndrome de Down, requerimento de autoria do vereador Anderson Baqueiro solicitando a realização de uma Sessão Especial em comemoração ao Dia Municipal do Trânsito e a Semana Municipal da Vida no Trânsito, requerimento de autoria do vereador Jorge da Farinha solicitando a realização de Audiência Pública com objetivo de tratar das questões atinentes a prestação de serviço pelas empresas de telefonia móvel no município de Alagoinhas, e uma moção de luto e pesar, de autoria do vereador Pastor Lins, pelo falecimento da insigne Senhora Matilde Libório Pereira, ocorrido no dia 27 de fevereiro.

O Sr. Gildo Bispo de Souza, presidente da Associação dos trabalhadores de Alagoinhas e Região (A.T.A.R) usou a tribuna popular para falar sobre as dificuldades dos trabalhadores de Alagoinhas de conseguirem oportunidades em algumas empresas. O presidente pediu apoio aos vereadores, ao tempo que agradeceu aos mesmos por terem assinado a “Lei Anticalote” (de autoria do vereador Pastor Lins), e na ocasião pediu aos presentes no plenário uma salva de palmas para os parlamentares. Logo após desabafou sobre a atual situação enfrentada pelos desempregados: “Já chegou mais uma empresa ontem com 25 funcionários de São Paulo, então Alagoinhas não tem funcionário à altura”.

O vereador Anderson Baqueiro durante o seu pronunciamento pontuou: “Desde o ano passado quando eu venho vendo o trabalho que vocês e outras associações aqui de Alagoinhas vêm desenvolvendo que eu pesquiso de que maneira a Câmara de Vereadores pode estar trabalhando para apoiar vocês…No máximo em uns 30 dias, darei entrada nesta casa em um projeto de lei para toda empresa que entrar em Alagoinhas ter a obrigação legal de no mínimo ou 70 ou 80% dos seus trabalhadores serem da nossa cidade.”

O vereador Luciano Almeida falou, entre outros assuntos, da tragédia acontecida no último dia 14 com a vereadora do PSOL Marielle Franco, brutalmente assassinada: “Uma mulher negra, veio do gueto…A voz dela ecoava nos quatro cantos do Rio de Janeiro e algumas causas que ela defendia era a nível internacional. Às vezes nos entristece ver a impunidade, a covardia de como essa vereadora, essa mulher foi assassinada, mais uma morte na conta do feminicídio, da agressão às mulheres. Ela vinha defendendo várias bandeiras: inclusão, a favor da quebra do preconceito…. Eu gostaria de me juntar aos milhões de brasileiros que estão consternados, que estão em choque. Não podemos nos acomodar!”.

A próxima sessão ordinária será realizada no dia 20 de março, no horário regimental, às 15h.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Kekeu Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

fale conosco