ACONTECE NA CÂMARA

Entre as pautas abordadas na sessão ordinária realizada na última terça-feira (16), na Câmara Municipal de Alagoinhas, um dos principais pontos referiu-se às recentes mudanças ocorridas na administração municipal e o rompimento do Prefeito Joaquim Neto com o grupo do Deputado Federal Paulo Azi.

No primeiro discurso do vereador Luciano Almeida após o rompimento, o mesmo reafirmou a sua lealdade ao deputado Paulo Azi, ao tempo que esclareceu: “Eu vou entrar numa quarentena aqui nessa casa porque eu passei 1 ano e 10 meses defendendo o governo com a bancada do silêncio, a bancada da base na sua maioria, bancada do silêncio. Poucos falavam ou defendiam, e eu sempre aqui defendia muitas vezes até o indefensável”. “Eu me elegi com minha história, com um trabalho de 20 anos, de trabalho, de confiança e quero dizer às vossas excelências que tem coisas que são intrínsecas: a confiança, respeito, carisma…serviço prestado. Isso não se tira não, minha gente!”, complementando ainda: “Eu faço política por acreditar. Eu sou leal, eu sou fiel”.

O vereador João Henrique, fazendo referência ao discurso do colega, pontuou : “Vossa Excelência fez um discurso histórico importante, mostrando como foi a decisão do grupo político do qual V.Ex.ª faz parte…Não esperava outra postura do senhor que não fosse acompanhar o grupo ao qual faz parte, mas essa força que o grupo político de Paulo Azi construiu ao longo dos últimos anos, ela vai ser testada agora porque em todo o Brasil, nós sabemos, que um grupo se fortalece de acordo com o poder que tem”.

Durante o pronunciamento, o vereador João Henrique apresentou uma denúncia: “Eu venho trazer esta tarde uma denúncia sobre uma empresa que está prestando serviço ao SAAE, a empresa chama Atlântico. Ela tem realizado algumas obras na cidade de Alagoinhas, e eu tive a oportunidade de conversar com alguns dos funcionários que realizam essas obras e eles me pediram, claro que em anonimato, que trouxesse a esta casa e aos órgãos de regulação das leis do trabalho que eles estão trabalhando sem a carteira assinada há muito mais de 6 meses”

O vereador Anderson Baqueiro parabenizou e saudou todos os professores pela passagem do 15 de outubro: “Eu tenho certeza que ser professor além de ser um exercício diário de formação é uma dádiva. Porque quando a pessoa realmente ela se entrega nessa vocação de ensinar, de mostrar os caminhos, nós precisamos tirar o chapéu. Nós precisamos homenagear todos os dias pelo trabalho excelente que fazem os professores e que marcam muitas vezes os alunos em sua formação, em sua passagem. Eu, por exemplo, tenho uma professora que me marcou desde a minha alfabetização”.

Na sequência, fez uma reivindicação em relação à execução das emendas parlamentares: “As minhas emendas até agora, nenhuma foi executada. Me parece que aquilo que a gente ouviu a quatro cantos aqui na casa de que vereadores que não são da base as emendas não sairão, me parece que está se concretizando”.

A próxima sessão ordinária será realizada no dia 18 de outubro (quinta-feira), no horário regimental, às 15h.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Kekeu Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

fale conosco