ACONTECE NA CÂMARA. SESSÃO ORDINÁRIA16.08.18

Na sessão ordinária realizada na última quinta-feira (16), na Câmara Municipal de Alagoinhas, o Sr. Gilton Souza, representante da Associação dos Trabalhadores de Alagoinhas e região (ATAR), utilizou o espaço da tribuna popular para tratar da atual situação dos trabalhadores desempregados no município: “A cidade de Alagoinhas está numa situação ruim. Perdemos 130 vagas de emprego agora para o pessoal de São Paulo. Se fossem 130 pais de família de Alagoinhas trabalhando, se pegássemos uma calculadora, daria quase 500 pessoas se beneficiando só dessas vagas. Todo mundo tem pai, tem mãe, tem filho pra sustentar com esse salário, e o salário está indo pra São Paulo.”

No expediente, constaram e foram lidas as proposições:

– Projeto de lei nº 030/2018, de autoria do vereador Caio Ramos, estabelece diretrizes para a Política Municipal de Saúde relativa ao transporte de pessoas enfermas impedidas de utilizar os meios comuns de transporte até uma Unidade de Saúde.

– Indicações para serem encaminhadas ao Poder Executivo: nº 098/2018, de autoria do vereador Ozeas Menezes solicitando que autorize o setor competente a adotar as providências necessárias para a pavimentação da 2º Travessa São Jerônimo, Rua do Catu, e nº 099/2018, de autoria do vereador Anderson Baqueiro, para que seja autorizada a colocação e/ou instalação de faixa de pedestres e redutor de velocidade em frente à Escola do SESC, próxima ao terminal Rodoviário, em Alagoinhas Velha.

O vereador Raimundo Gode fez críticas ao SAAE durante o seu pronunciamento, pontuando: “A maioria dos problemas, os buracos que acontecem na nossa cidade, a maioria é o SAAE que faz, aí joga a culpa na SECIN e aquela história toda, mas a culpa é do SAAE”. Ainda durante o discurso, parabenizou o Prefeito Joaquim Neto pela reforma na Av. Lourival Batista: “É uma cidade dentro de outra cidade, a Central de Abastecimento.”

Entre outros assuntos, o vereador Anderson Baqueiro tratou no seu pronunciamento de uma visita realizada recentemente no Centro de Atenção Psicossocial de Alagoinhas: “Eu tive no CAPS ontem e lá está faltando remédio para aquelas pessoas que fazem o controle diário. As pessoas que fazem uso de Diazepam e vários outros produtos. Tive com o farmacêutico e ele comprovou que não tem o medicamento no município. Ou seja, quem tem pessoas em suas casas que tem problema mental e que é um problema grave, hoje não há mais esse internamento, a família que cuida, que está junto. Quando você chega lá, vai pra consulta no CAPS, quando você vai para a farmácia ao lado, não tem o remédio.”

Na próxima terça-feira (21.08) será realizada na Câmara, das 9h às 12h, a abertura da Semana da Pessoa com Deficiência (intelectual e múltipla), fruto de um requerimento de autoria dos vereadores Luciano Almeida e Luciano Sérgio. À tarde, acontecerá a sessão ordinária no horário regimental, às 15h.

Ascom – Câmara municipal de Alagoinhas
Foto – Kekeu Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

fale conosco