SESSÃO SOLENE CELEBRA O DIA MUNICIPAL DA MULHER NEGRA E AFRODESCENDENTE

No dia 30 de julho foi realizada, na Câmara Municipal de Alagoinhas, mais uma Sessão Solene em homenagem ao Dia Municipal da Mulher Negra e Afrodescendente, de autoria do vereador Luciano Almeida. O espaço do plenário ficou repleto de mulheres que se destacam e contribuem para o desenvolvimento da cidade de Alagoinhas que receberam, na ocasião, as comendas Teresa de Benguela, símbolo representativo de luta, garra e resistência.

Cerca de 20 mulheres foram homenageadas, entre elas Marivalda de Almeida, Yalorixá há 22 anos, promove em seu terreiro oficinas de comidas típicas baianas e outras ações solidárias, e Maria Salete, representante do Grupo Rosa, que desenvolve ações assistenciais em diversas comunidades locais com famílias em situação de vulnerabilidade social.

Além do vereador Luciano Almeida, compuseram a mesa: Ednajara Lima, Presidente do Conselho de Reparação, Dulce Bispo, Diretora de Reparação de Alagoinhas, Clara Sena, vereadora do município de Catu, Juci Cardoso, Presidente do Conselho de Mulheres, Ana Carolina Gomes, Juíza da 1ª Vara do Trabalho, Jaldice Nunes, Presidente do DEM Mulher, e Aline Najara, feminista negra, doutoranda em história e professora da UNEB.

Durante o encontro, Aline Najara apresentou em sua fala a palestra intitulada “Mulheres Pretas (In)visíveis, Resistências e (Re)Existências”, Pastor Vanderly Vitoriano declamou o poema Cântico Negro, de José Régio, Mulheres da 1ª Igreja Batista de Alagoinhas fizeram uma apresentação musical e houve ainda a apresentação dos grupos de samba de roda das comunidades do Catuzinho, Tombador e Oiteiro.

Mãe Rosa também foi homenageada, por conta, principalmente do ato de intolerância religiosa sofrido recentemente por ela e sua comunidade.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Kekeu Barreto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

fale conosco