Mulheres são homenageadas na Câmara Municipal de Alagoinhas

Em cumprimento à resolução 133/84, solicitada através do requerimento 006/2023, de autoria das vereadoras Luma Menezes, Juci Cardoso, Jaldice Nunes e Raimunda Florêncio, aconteceu na Casa Legislativa ontem (03) sessão solene em homenagem às mulheres.
Uma noite memorável que reuniu diversas personalidades que contribuíram e continuam deixando marcas na sociedade alagoinhense.

Promovida pela Procuradoria Especial da Mulher, o evento homenageou Iraci Gama, uma das maiores personalidades femininas e ícone emblemático da história de Alagoinhas, a atual secretária de Cultura Esporte e Turismo.

Ao abrir o evento, o presidente do legislativo, Cleto da Banana, destacou: “Parabenizar pela feliz escolha da nossa querida Iraci Gama para dar nome à esta sessão pelo que representa para todos nós alagoinhenses e principalmente como símbolo da força feminina na nossa cidade. São 61 anos dedicados à vida pública. Ela foi protagonista e vivenciou diversos movimentos políticos e culturais.”

Durante a sessão, as vereadoras discorreram sobre a história de heroínas, figuras que representam a bravura e ousadia feminina da independência da Bahia e sobre Iraci Gama, como mulher que inspirou e continua inspirando muitas mulheres, pela coragem, perseverança e determinação.

Luma Menezes falou sobre Maria Quitéria, primeira soldada e heroína da Independência da Bahia: natural de Feira de Santana, ela pediu permissão ao seu pai para se alistar e lutar pela independência do estado em 1822, que sofria com a dominação portuguesa, mas ele não deixou e resmungou “mulheres fiam, tecem e bordam. Não vão à guerra”. Indignada, Maria Quitéria fugiu de casa, correu até a casa da sua irmã, que lhe emprestou o uniforme do marido, cortou o cabelo bem curtinho, vestiu a farda militar do cunhado e, sob a alcunha de ‘Soldado Medeiros’, foi se apresentar ao comando de Cachoeira, com muita coragem e habilidade.

 

Jaldice Nunes, sobre Joana Angélica: “Agora eu vou falar de uma mulher forte, corajosa, e, pasmem, freira, que com 61 anos, não teve medo de enfrentar os soldados portugueses na invasão violenta ao Convento da Lapa, em Salvador. Num ato de extrema bravura, a abadessa se pôs à porta principal do claustro, ordenando que as irmãs escapassem pelos fundos da construção, e anunciou aos invasores portugueses: “Para trás, bandidos! Respeitai a casa de Deus! Só passarão por cima de meu cadáver!”.

Juci Cardoso, sobre Maria Felipa de Oliveira: “Embora sua história não seja muito bem conhecida, relata-se que foi uma pescadora e marisqueira negra, que desempenhou um importante papel na defesa do território em que vivia. Participou e organizou movimentos de resistência contra os portugueses que chegavam em embarcações à Ilha de Itaparica”, ressaltou.

Ficou a cargo de Raimunda Florêncio falar sobre a principal homenageada da noite: “A sua história e contribuição na luta pelos direitos das mulheres se exemplificou na prática, ao se colocar em posições em que era constantemente desafiada, sua participação na vida política de Alagoinhas foi um marco, já que demonstrou a possibilidade de mulheres estarem presentes nestes espaços de poder. Iraci já foi vereadora, vice-prefeita, e hoje, atua como secretária de Cultura e Esporte, espaço que ocupa como resultado de sua ativa participação política na luta por direitos e pela cultura.”

A professora Iraci foi recebida pelos vereadores e vereadoras e ovacionada pela plateia, que lotou o plenário da Casa Legislativa. Iraci falou da sua emoção por estar recebendo uma homenagem de toda a Câmara, e destacou a decisão das vereadoras de homenageá-la: “As mulheres reconhecendo o trabalho de outra mulher! Isso é que é o motivo da minha maior alegria porque a gente está precisando disso, desse reconhecimento mas principalmente das mulheres estarem unidas. Hoje mais do que antes precisamos disso, dessa vibração”.

Na ocasião, 41 mulheres foram homenageadas: Cristiane Santos, Railza Gomes, Rose Ribeiro, Áurea Pereira, Dulcileide Santos, Lívia Cirleyde, Luza Karla Barbosa, Silene Maria, Sheila Araújo, Rosângela Lima, Maria Marta Oliveira, Tania Cristina Santos, Géssica Ronise, Jaqueline de Santana, Bi Costa, Sara Cristina, Kátia Marly, Cleonice de Souza, Edivania Feitosa, Geiza Brunelle, Flávia Barreto, Iaraci Dias, Elisangela Araújo, Iris Azi, Ludmilla Fiscina, Raumildes Dantas, Ana Paula Matos, Thiala Dantas, Olívia Marta Evangelista, Tatiane Santos Brito, Maria José de Queiroz, Lívia Maria, Ana Costa, Silvânia Soares, Lélia Raimundi, Ângela Maria, Zuleide Paz Simões, Josineide dos Santos, Norma Suely Araújo, Olívia Santana (representada por Michelle Fraga) e Ângela Guimarães (representada por Alice Bárbara).

O evento contou ainda com a participação da secretária de Políticas para Mulheres do estado da Bahia, Elisângela Araújo, de Yorimá Santana, que proclamou versos de sua autoria sobre mulheres na política e de Carine Narciso, musicista.

A sessão na íntegra está disponível no canal TV Câmara Alagoinhas, youtube.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Fotos – Jhô Paz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

quatro × 5 =

Ouvidoria

Horários de funcionamento.
Segunda à quinta-feira: 08h às 13h, 14h às 17h. Sexta: 8h às 13h
perm_phone_msg (75) 3318-3319

Onde Estamos?