Relatório do 1º quadrimestre é apresentado pelo poder executivo na Câmara de Alagoinhas 

Aconteceu na Câmara Municipal de Alagoinhas na tarde de ontem (30), em cumprimento à Lei de Responsabilidade Fiscal, audiência pública para apresentação do relatório de gestão do 1º quadrimestre de 2023.
Compareceram para realizar as apresentações: Laína Passos, secretária de Saúde, Gustavo Carmo, secretário de Educação, Roseane Conceição, secretária da Fazenda e Leila Carla, Controladora Geral.
A secretária de Saúde apresentou dados demográficos em relação ao crescimento da população, produção de serviços no SUS, obras que estão sendo realizadas e processos licitatórios.
O secretário Gustavo apresentou a receita arrecadada, valores repassados pelo Programa Nacional de Alimentação Escolar e despesas executadas.
Leila Carla falou sobre aplicação do Fundeb, entre outras aplicações.
A vereadora Luma Menezes parabenizou os secretários pelas apresentações e destacou: “É importante citar que ao longo do mandato dessa legislatura as apresentações foram sendo ajustadas de acordo com as solicitações e demandas que eram sinalizadas pelos vereadores e vereadoras dessa casa e é importante que hoje temos apresentações muito mais detalhadas em muitos aspectos e muito mais compreensíveis para que a população tenha acesso às informações”.
Em relação à pasta da saúde, a vereadora Juci Cardoso, após fazer uma análise dos dados apresentados, ressaltou: “Se somar a folha de REDA e terceirizado dá mais do que tudo que foi gasto para custear os serviços com a policlínica e com a atenção primária. O problema da secretaria é a folha e A SECRETARIA.O governo precisa sinalizar para a população de Alagoinhas o que é prioridade porque senão vamos continuar falando de dados alarmantes aqui, de pessoas que morrem e vão continuar morrendo porque os recursos da saúde considerando o que está colocado aqui: 71% vai para pessoal, as despesas diversas que é conta de água, energia 15%, as despesas com prestadores 14%. Onde é que sobra dinheiro para investir, garantir mais consulta, mais exames e ações de prevenção de saúde? ”, questionou.
Após a fala da secretária Rose, o vereador Thor de Ninha ponderou: “Eu acredito que um equilíbrio das contas e uma aplicação correta dentro das prioridades com certeza fará com que tenhamos um aumento de salário justo para o servidor, acima da inflação, com que a gente possa reduzir o número de buracos que tem na cidade, garantir mais investimentos para saúde que há uma necessidade muito grande, pra educação. Então, precisamos verificar qual é a qualidade desses gastos e como está o equilíbrio das contas, que é talvez o ponto mais importante da apresentação da audiência pública”.
Assista a sessão na íntegra clicando no link abaixo:
Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Jhô Paz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 + 14 =

Ouvidoria

Horários de funcionamento.
Segunda à quinta-feira: 08h às 13h, 14h às 17h. Sexta: 8h às 13h
perm_phone_msg (75) 3318-3319

Onde Estamos?