Sessão Especial realizada na Câmara de Alagoinhas marca o Dia Mundial da Água 

Foi realizada ontem (22) uma sessão especial na Câmara Municipal de Alagoinhas em comemoração ao Dia Mundial da Água, de acordo com a solicitação por meio do requerimento nº 013/2023, de autoria da vereadora Luma Menezes.

Ao iniciar a sessão a vereadora justificou: “Esse momento foi planejado e pensado em uma perspectiva mesmo de resgate, de sentimento de pertencimento para que possamos discutir e dialogar sobre essa temática de uma maneira bem qualitativa e trazer principalmente a visão do poder público com o olhar muito mais prioritário para a pauta do nosso recurso natural, nosso bem maior que é a água”.

O evento contou com a interpretação da música Planeta Água, de Guilherme Arantes, realizada por Joanderson Bispo, aluno do 8° ano do CMA e integrante do Projeto Trilhart. Sobre o projeto, o coordenador e professor Giusepe Lamboglia destacou que a proposta nasceu da sua inquietação nas aulas de artes e veio para mostrar à cidade de Alagoinhas os potenciais que existem dentro das escolas municipais. 

Durante o evento foram ministradas três palestras. A doutora em Políticas Sociais e Cidadania e Mestre em Bioenergia, Jandira Dantas apresentou o contexto histórico das águas de Alagoinhas: “Pensar a nossa história é pensar o quanto a água ajudou no processo de desenvolvimento da nossa cidade”, afirmou, apontando a necessidade da existência de um memorial que inclua personagens como lavadeiras e pescadores mostrando como, à época, através da água conseguiram sustentar as suas famílias.

Letícia Bispo, presidente e fundadora da Associação de Proteção Animal Cuida Bem de Mim (APACBM) e integrante do estudo geoambiental das lagoas de Alagoinhas, destacou que a lagoa da Feiticeira se encontra em estado avançado de degradação. Na sequência, apresentou algumas ações mitigadoras capazes de reverter o quadro, a exemplo do reflorestamento.

Participaram da sessão especial alunos do CMA, Maria de Lourdes, Modelo, Murilo Cavalcanti, Pastoral do Menor de Alagoinhas, estudantes do curso de graduação de Engenharia e Saneamento Ambiental da UNEB, representações da SEDEA, EMBASA e o diretor do SAAE, Francisco Brito.

O PhD em Saúde Ambiental pela Universidade de Londres, professor da área de Saneamento, Luiz Roberto Santos Moraes, que trabalhou na UFBA por mais de 40 anos, discorreu sobre a realização da 1ª Conferência Municipal de Saneamento Ambiental de Alagoinhas, que teve entre os resultados a formulação da Política Municipal de Saneamento Ambiental por meio da Lei nº 1.460, sancionada em 03 de dezembro de 2001, e acrescentou: “Enquanto estamos aqui está acontecendo hoje em Nova York, organizado pela ONU, o 1º dia da 2ª Conferência Mundial sobre a água”.

O vereador Thor de Ninha, que participou ativamente na elaboração do Plano Municipal de Saneamento Ambiental de Alagoinhas, ressaltou que a água tem que ser distribuída e repartida para todos. “Nós temos que nos ver como seres coletivos e não como seres individuais, portanto vamos precisar vencer diversas barreiras”.

Francisco Brito parabenizou a vereadora Luma pela iniciativa, os palestrantes e oradores e afirmou que a sua bandeira pessoal é o SAAE. “Enquanto no Brasil se falou muito em privatização, o mundo, sobretudo a Europa, já experimentou isso e já viu que não dá certo”, destacou.

A sessão está disponível no canal do You Tube: TV Câmara Alagoinhas.

 

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas

Fotos – Jhô Paz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois + 20 =

Ouvidoria

Horários de funcionamento.
Segunda à quinta-feira: 08h às 13h, 14h às 17h. Sexta: 8h às 13h
perm_phone_msg (75) 3318-3319

Onde Estamos?