Vereador Luciano Almeira critica serviços prestados pela empresa Limp City

Em discurso na sessão ordinária de terça-feira (7), o vereador Luciano Almeida criticou os serviços prestados à Prefeitura de Alagoinhas pelo empresa Limp City, responsável pela coleta de lixo e varrição das vias públicas da cidade.

Segundo ele, a varrição deveria ser feita com uma ferramenta que possibilitasse a limpeza do mato no “pé da calçada” ou no meio-fio, mas ultimamente a empresa tem utilizado roçadeiras, que não resolvem o problema, e com três ou quatro dias o mato está alto novamente. “Na gestão passada, fui responsável pela limpeza pública. Tínhamos seis carros que faziam a coleta na área urbana e no perímetro rural. Hoje, só tem quatro carros, com caixas furadas, derrubando chorume em todas as ruas da cidade, deixando um fedor horrível”, afirmou, acrescentando “que a empresa está operando com o valor contratual de R$.2.400.000,00 por mês e número reduzido de funcionários se comparado com a época do ex-prefeito Paulo Cezar”.

Ele criticou o aumento do valor do contrato, que no passado era de R$1.500.000,00 por mês, com 300 funcionários e equipes que trabalhavam na sede e zona rural, além do serviço noturno realizado para limpar o centro da cidade e as ruas que possuíam muita movimentação durante o dia. “Hoje, a empresa recebe R$2.400.000,00 por mês e não consegue entregar uma limpeza decente”, disse Luciano Almeida.

Com a proximidade do período eleitoral, o vereador informou que já está havendo seleção para fazer mutirão, que segundo informações, empregará entre 100 e 150 trabalhadores até a eleição, como fizeram em 2020 com a MAP, e que após o resultado eleitoral a prefeitura não teve dinheiro para pagar os trabalhadores após a demissão.

“Então, não podemos deixar esses absurdos acontecerem na nossa cidade. Já chega, temos que dar um basta. A licitação da empresa vence agora e ao invés de fazer um contrato emergencial de seis meses para o próximo prefeito que entrar, sendo ele quem for, ter o direito de fazer uma nova licitação, estão querendo fazer uma licitação de 36 meses para que essa empresa possa permanecer e atender interesses de empresários que vão com a campanha dos senhores que estão aí”, denunciou o parlamentar.

No final de seu discurso, Luciano Almeida afirmou que “precisamos estar aqui vigilantes e conscientes de nosso papel”. “Vamos ficar em alerta, acionar os órgãos regulamentadores e fazer essa provocação”, reforçou.

Ascom – Câmara Municipal de Alagoinhas
Foto – Jho Paz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × dois =

Ouvidoria

Horários de funcionamento.
Segunda à quinta-feira: 08h às 13h, 14h às 17h. Sexta: 8h às 13h
perm_phone_msg (75) 3318-3319

Onde Estamos?